Primavera, a estação dos esportes em Toronto

É primavera, quando os torontonianos voltam sua atenção para os esportes. Com times profissionais de basquete, beisebol, hóquei, futebol e agora, até rugby, para quem é amante dos esportes, não há meses melhores do que abril, maio e junho para uma visita a Toronto. Aqui, um resumão sobre o cenário esportivo na cidade.

Basquete

O NBA Toronto Raptors, que chegou à final da Conferência Leste no ano passado, já garantiu um lugar nos playoffs. O que significa um gritaria de milhares e milhares de torcedores, sem mencionar o maior fã de todos – o rapper prata da casa Drake – no estádio Air Canada Centre, localizado no centro da cidade. O lado de fora do ACC (como os locais o chamam) foi apelidado de Jurassic Park, e é onde os animados torcedores (este não é o Canadá quietinho e contido que você vê nos filmes) se reúnem para assistir o jogo no telão gigante, ao ar livre.

Hóquei

O Toronto Maple Leafs é um dos mais destacados times de hóquei, com uma série de jovens estrelas como Mitch Marner e Auston Matthews, que recentemente bateu um recorde de pontuação no NHL, com o maior número de gols para um novato jogador americano.

Eles conseguiram chegar na pós-temporada em 2017 e dá para apostar que estarão na briga por muitos anos, tendo o treinador-estrela Mike Babcock no comando. Os Leafs também jogam no Air Canada Centre, que oferece várias opções de comida e chope de cervejarias locais.

Adendo: Os Leafs jogaram ontem, 23 de abril, o jogo 6 dos playoffs, e perderam para os Washington Capitals, por 2-1, ficando de fora da temporada).

Futebol

O time de Toronto da Liga Maior de Futebol joga no BMO Field, o primeiro estádio a ser construído especificamente para partidas de futebol, na cidade. O Toronto FC, como é conhecido, tem os torcedores mais fervorosos da América do Norte, com direito a bandeiras, hinos e animados gritos de torcida, todos devidamente paramentados em vermelho, a cor do time. O time chegou à final, ano passado, mas acabou amargando uma derrota doída, por pênaltis. A temporada deste ano começou no dia 31 de março.

Beisebol

Nos anos 90, os fãs canadenses de beisebol lotavam o então estádio SkyDome, quando os Blue Jays ganhavam título atrás de título, no World Series. Más, de lá para cá, eles têm ficado quietos. Agora, com os Jays de volta aos playoffs por dois anos consecutivos, é fácil ver a casa cheia, novamente (agora chamada Rogers Centre). Com seu teto retrátil, não é preciso se preocupar com o tempo em dia de jogo do time da cidade.

Outros Esportes

A cidade tem um time de rubgy para chamar de seu, o Toronto Wolfpack, que joga no circuito inglês de rugby. Em maio, alguns dos jogos serão realizados em Toronto, no confortável estádio Lamport, no centro da cidade.

Para quem gosta de corridas de cavalos, há o renomado Woodbine Racetrack, à noroeste de Toronto. As corridas começaram dia 15 de abril.

Para conhecer e levar para casa 

Qualquer fã de esporte que se preze já ouviu falar da estrela do beisebol, o jogador Babe Ruth. Ele fez seu nome jogando para os Yankees, mas iniciou sua carreira como jogador profissional em Toronto, no antigo estádio Maple Leafs para ligas menores, na ilha de Toronto. O estádio não existe mais, mas há uma placa em homenagem à Ruth próximo a uma praia da ilha, a Hanlan’s Point, acessível por balsa, numa viagem curta e barata.

O Hockey Hall of Fame é uma espécie de meca dos loucos por esportes. Ali, você encontra o troféu Stanley Cup em exposição, além de recordações da carreira do ídolo canadense, o jogador Wayne Gretzky e de outros campeões do hóquei de Montreal e Michigan.

A loja Sport Gallery, situada dentro do imperdível Distrito Histórico da Destilaria, possui um belíssimo acervo de livros sobre esportes, quadros e roupas descoladas dos principais times do Canadá e Estados Unidos. Pergunte sobre as fabulosas impressões em preto e branco de Muhammad Ali e dos heróis do hóquei canadense, assim como as camisetas dos times de Toronto e souvenires dos mais diversos, de Jackie Robinson ao grande Brett Favre.

Onde assistir

Toronto está lotado de lugares bacanas para assistir as partidas dos seus jogos favoritos. O Wheat Sheaf Tavern é o pub mais antigo da cidade. Localizado entre as ruas Bathurst Street e King Street, próximo ao Rogers Centre, tem dezenas de TVs e ambiente nostálgico, com fotos nas paredes dos grandes momentos dos times da cidade. A rede Duff’s Wings é famosa por suas asinhas de frango. O Real Sports, do outro lado da rua do ACC, tem chope a um bom preço e macarronada para acompanhar. Tem também quase 200 aparelhos de TV, alguns mais parecidos com projetores de cinema do que televisão, de tão grandes.

Mas, não se limite a pubs. Hoje em dia, a região mais descolada de Toronto é a área do distrito conhecido como West Queen West e a Ossington Avenue. Um dos lugares mais bacanas para um jantar é no Boralia, um restaurante pequeno na avenida Ossington que serve pratos preparados como eram feitos pelos primeiros exploradores do país, quatro séculos atrás.

Kitsch é a palavra que vem à cabeça quando se trata do bar The Shameful Tiki Room, na Queen West, com decoração tropical e coquetéis idem, com “vulcões” explodindo como parte da apresentação.

Na área conhecida como Leaside, mais afastada do centro, à noroeste de Toronto, está o Adamson Barbecue, restaurante especializado em churrasco estilo Brisket, do Texas, onde a carne é assada e defumada, por horas. Chegue cedo (eles geralmente abrem às 11 da manhã e fecham às 2 da tarde) e espere filas. Confira no website o horário de funcionamento, para garantir.

 

Texto baseado em artigo do escritor e blogueiro Jim Byers, especial para a Associação de Turismo de Toronto. 

Fotos: Tourism Toronto website