Seu guia sobre Yorkville, o bairro mais sofisticado de Toronto

Old York Lane

O bairro de Yorkville é conhecido como um dos mais chiques e luxuosos de Toronto. É onde concentra-se o maior número de lojas de grife por metro quadrado na cidade, também os apartamentos mais cobiçados.

A área que perfaz Yorkville vai da rua Bloor Street, ao sul, Avenue Road, a oeste, Davenport Road, ao norte e Yonge Street, a leste.

O miolinho do bairro, chamado de Yorkville Village, tem ruazinhas estreitas, vielas charmosas onde carros não passam e calçadas de piso combinando com o pavimento da rua, que lotam durante os dias quentes do ano, com locais e visitantes praticando o “esporte” preferido da região: desfilar, ver e ser visto.

Brinca-se que o ar de Yorkville cheira a perfume caro, o que é uma verdade, seja por seus transeuntes devidamente paramentados com seus melhores trajes, jóias e água de cheiro ou simplesmente porque algumas lojas borrifam suas fragrâncias nos arredores para, literalmente, atrair os clientes pelo cheiro (eu fiz este post enquanto circulava por lá e vi, com meus próprios olhos, uma funcionária da loja L’Occitane fazendo isso).

Mas, nem sempre foi assim. Nas décadas de 60 e 70, Yorkville era exatamente o contrário: hiponga, mal cheirosa, psicodélica, mas era também um reduto de artistas e intelectuais, como James Taylor, Carly Simon, Neil Young. A chegada do metrô e o consequente desenvolvimento foi modificando a vibe do lugar até se tornar o que é hoje.

Ferraris, Porshes e Lamborghinis são carros comuns de se ver circulando em suas ruas ou estacionados, propositadamente, na frente dos restaurantes mais badalados.

A região ficou famosa por ter sido o QG do Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF) até 2010, quando o festival inaugurou sua sede própria, o TIFF Bell Lightbox, na King Street. Mas, ainda hoje, dá para flagrar muita celebridade nas ruas de Yorkville durante os dez dias do evento.

Seja para fazer aquele selfie com seu ídolo preferido, shop until you drop (comprar até cair) ou apenas lamber vitrine, não dá para visitar Toronto sem passar por Yorkville.

Aqui, um guia para aproveitar a região mais charmosa da cidade, seja qual for seu orçamento:

Bloor Street, entre a Avenue Road e a rua Yonge Street – se dinheiro não é problema, então o único problema que você vai ter, por aqui, vai ser onde gastá-lo primeiro. Não é à toa que este pedaço de Yorkville é conhecido como Mink Mile, algo como o quarteirão dos casacos de pele, por concentrar as lojas de grife mais caras do planeta. Pense em Chanel, Prada, Gucci, Rolex, Louis Vuitton, Mulberry, Cartier, uma atrás da outra.

Não querendo perambular pelas ruas, debaixo de sol ou de neve, ache conforto na loja de departamentos Holt Refrew (ou apenas Holts, como dizem os locais), que abriga as mesmas marcas num teto só.

Holt Renfrew ou Holts, para os íntimos

Agora, se dinheiro é problema, a solução é fazer selfie na frente de uma destas boutiques caras, atravessar a rua e ir vasculhar as araras da loja de descontos Winners. Esta unidade da rede, considerada uma das melhores para garimpar roupas de marca, causou polêmica quando de sua abertura em região tão nobre, mas ainda está firme e forte, depois de mais de uma década.

Batendo a fome, peça uma mesa no belíssimo restaurante francês La Société (dentro ou em um de seus dois patios, como chamamos mesinhas do lado de fora) com cardápio de pratos enxuto e carta de vinhos extensa.

Seguindo para o miolinho do bairro, encontramos o espaço Yorkville Park, que abriga o festival de esculturas do gelo, no inverno, e mesinhas para uma pausa durante os meses quentes do ano.

Yorkville Park, parque no coração de Yorkville

Neste pedacinho de Yorkville (na verdade, no mesmo lado da calçada da rua Cumberland) encontram-se os restaurantes Sassafraz e Hemingway’s. Ambos icônicos, por diferentes motivos: o primeiro funciona numa charmosa casa em estilo vitoriano, ocupando uma esquina inteira das ruas Cumberland e Bellair. Ficou conhecido por ser o preferido de celebridades de Hollywood quando em Toronto.

Já o segundo é conhecido por seus diferentes ambientes, varanda e cobertura enormes, cobertas e abertas o ano todo (aquecidas durante o inverno), boa variedade de chope com bom preço e porções generosas. Atrai um público mais eclético e descolado. Fica quase no final da rua Cumberland, na esquina com a charmosa Old York Lane, uma viela curtinha, estreita e florida, somente para pedestres, com boutiques e restaurantes em toda sua extensão.

O final deste beco chique vai dar na avenida Yorkville, onde fica o luxuoso hotel Hazelton, outro queridinho das estrelas e com um dos melhores restaurantes da região, o One Restaurant que, por sua vez, tem o patio mais disputado (e digno de selfie) de Yorkville.

Hotel Hazelton e seu restaurante, One

Antes de atravessar a rua para tentar uma mesa no restaurante, dê uma olhada na casa de cigarros cubanos La Casa del Habano. Além de uma seleção extremamente curada destes cigarros, também vendem café de Cuba, que pode ser saboreado do lado de fora da loja, em mesinhas não tão disputadas quanto as do vizinho mas tão graciosas quanto. Mas somente o café, já que fumar em estabelecimentos é proibido, por aqui.

Mesinhas na frente da loja de cigarros cubanos La Casa Del Habano

Uma vez na Yorkville Avenue, passeie em suas calçadas bem cuidadas e aprecie a variedade de lojinhas, pubs e bistrôs. Olhe para cima, para baixo, há sempre uma novidade: uma lojinha que acabou de abrir, uma pop up store acontecendo. Bom exemplo é a La Boutique Noire, negócio de família, mistura que deu certo de loja de roupas finas importadas, perfumaria e bistrô.

La Boutique Noire

Prove um dos sorvetes artesanais da Summer’s Ice Cream e faça compras na eclética Anthropologie. Atravessando a rua, novamente, fica a trattoria Nervosa, que é outro charme de restaurante, com mesinhas na calçada ou na cobertura.

Para quem curte um bom espresso, não deixe de tomar um (ou dois ou vários) no café do lado, o Zaza Bar (que está para mudar de nome, para Coco Espresso Bar). Um dos melhores espressos de Yorkville, num ambiente tão acolhedor, com staff que te trata como família e música italiana bombando, que é impossível não sair de lá sentindo-se amado.

O espresso com bolinhos de limão e recheio de damasco e laranja com recheio e cobertura de chocolate do Zaza Bar, em breve, Coco Espresso Bar

Mas, faça o que fizer em Yorkville, não deixe de subir no The Roof Lounge, o bar na cobertura do hotel Park Hyatt, que oferece uma das vistas mais espetaculares da cidade.

Vista de Toronto do The Roof Lounge, bar na cobertura do hotel Park Hyatt, na frente do museu ROM

 

Para chegar de metrô: a estação Bay tem saída no coração do bairro, o Yorkville Park e a estação Bloor-Yonge tem saída na Yonge Street, próxima à gigantesca biblioteca Reference Library. 

 

Fotos: Alessandra Cayley