Roteiros para conhecer Toronto com crianças

Em dúvida se Toronto é um destino para ser visitado com crianças? Venha tranquilo: a cidade é preparada para receber – e entreter – os pequenos de forma fantástica, com muito verde, atrações e infraestrutura: são mais de 1500 parques públicos, com parquinhos, piscinas e pistas de patinação, dependendo da época do ano.

Uma metrópole fácil e segura de ser navegada, com topografia plana e calçadas largas, perfeitas para passeios com carrinhos de bebê.

O comércio também sabe como recepcionar bem a criançada: é difícil encontrar um restaurante que não ofereça cardápio infantil e atividades para distraí-los, com kits para colorir aterrissando na mesa assim que nos acomodamos. Nos banheiros, trocadores e, em todo grande shopping, fraldários equipados com pia e microondas.

Tudo isso já facilita a vida mas, para ajudar ainda mais (porque a gente sabe como é viajar com criança), vão aqui alguns roteiros das melhores atrações da cidade, agrupadas por bairro:

DISTRITO DO ENTRETENIMENTO

CN Tower – Uma coisa é tirar foto da CN Tower em meio à paisagem de Toronto; outra coisa é tirar foto de Toronto do topo dela. A mais de 340 metros acima do solo, com dois Glass Floor (Chão de Vidro) e paredes de vidro panorâmicas, do teto ao chão, instaladas em 2018, para que até o menorzinho da família também possa curtir uma vista perfeita da cidade. Deixe a criançada pular e se esparramar: o chão especial foi projetado para suportar mais de 9 mil quilos. Encha-se de coragem e entre na farra. Por falar em coragem, ainda há o Edge Walk, caminhada do lado de fora da torre, preso por uma corda de segurança (a partir de 13 anos de idade, acompanhado por um adulto). Se a fome bater, há um café para uma refeição rapidinha ou o restaurante giratório 360 Restaurant, mais reservado e formal. Dica de local: antes ou depois da subida, dê uma passada no KidZone, o parquinho que fica no piso térreo da torre, com estrutura para escalar, montar e escorregadores. Para crianças entre 3 a 8 anos de idade; necessário estar de meias. Diariamente, das 8:30h às 23h; Ingressos a partir de C$ 28, entrada gratuita para menores de até 3 anos de idade; 290 Bremner Boulevard.

Colado à torre, fica o Ripley’s Aquarium. Passeie por suas galerias e o maior túnel subaquático da América do Norte para ver de pertinho, e de maneira segura, arraias, tubarões e mais de 20 mil espécies marinhas. Com tanque interativo e parquinho para as crianças ao final da aventura. Horários: diariamente, das 9h às 23h (horário de pico: das 11h às 16h), com possibilidade de mudanças devido a eventos privados; Ingressos a partir de C$ 10, gratuito para crianças de até 2 anos de idade.

Preço promocional para visitar as duas atrações: Adultos (13 a 64 anos): C$ 58; Crianças (4 a 12 anos): C$ 37; Acima de 65 anos: C$ 45.

Termine o dia brincando nos trens miniatura da antiga estação ferroviária, do outro lado da rua à CN Tower, onde agora funciona um museu ferroviário e a cervejaria Steam Whistle.

E, se for dia de jogo, feche a noite assistindo uma partida de beisebol com os Blue Jays, na casa do time, o estádio Rogers Centre (antigo SkyDome), famoso por seu teto retrátil.

Por falar em partida, nem só de hóquei vive o cenário esportivo em Toronto, que virou a “nação do basquete”, ao menos por alguns dias, depois da conquista do título de campeão da NBA 2019 pelo time da cidade, os Raptors. Confira o calendário de jogos de outros times da cidade: hóquei (Maple Leafs), futebol americano (Argonauts) e futebol (Toronto FC).

DON RIVER VALLEY

Evergreen Brick Works – Às margens da rodovia Don Valley Parkway (DVP), já foi a maior olaria do país; abandonada por anos, a construção foi revitalizada e hoje é um charmoso complexo de entretenimento em perfeita harmonia com a natureza da região, com trilhas para biking e caminhadas. O trajeto para se chegar até lá já é um passeio em si mesmo, com a natureza de um lado ao outro da rodovia. 

Foto: Evergreen Divulgação

Em seu parquinho rusticão, o Children’s Garden, a criançada brinca como antigamente: no improviso, em brinquedos feitos de madeira, com pedrinhas, na areia e com água que, fatalmente, acabam virando lama. Portanto, roupa extra na bolsa! O parque acaba de passar por uma mega revitalização, aumentando de tamanho e ganhando novos elementos, como uma fonte de água e novos brinquedos. 550 Bayview Avenue, com estacionamento no local; traslado saindo da estação Broadview ou de ônibus, linha #28 Bayview South, saindo da estação de metrô Davisville; Horário: das 10h às 15h; Gratuito.

Aproveite que já está neste lado da cidade e conheça o bairro Greektown, a três quilômetros, ou 10 minutos de carro, dali. A Danforth Street é a principal rua do lugar, lotadas de bons restaurantes, incluindo a rede de restaurantes kid-friendly Libretto, de comida italiana.

DOWNTOWN

AGO (Art Gallery of Ontario) – Quem disse mesmo que museu não é lugar de criança? Neste aqui, seu filho vai implorar pra voltar! A brincadeira já começa no lobby, com um labirinto imitando a escadaria-escultura Baroque Stair, do arquiteto Frank Gehry (que também assina a fachada do museu), instalada no átrio principal do lugar. Suba até o seu final para curtir a vista e a estrutura, um show, por si só. No subsolo, funciona a sala interativa, com fantasias, brinquedos sensoriais e atividades lúdicas. No mesmo piso, o espaço Mindful Makers, onde papel picado e fita crepe incitam a imaginação de adultos e crianças.

Em relação ao acervo, são mais de 95 mil peças, incluindo a maior coleção de arte inuíte do mundo (povo que vive nas regiões árticas do Canadá e está entre os primeiros habitantes do país) e diversas instalações temporárias e permanentes, como a sala de espelhos Infinity Mirrored, da artista japonesa Yayoi Kusamada, que encanta visitantes de todas as idades. Termine o dia brincando e fazendo um piquenique no magnífico parque Granje Park, vizinho do museu, mas se a fome for de pizza, confira as da pizzaria Queen Margherita, a 15 minutos de caminhada dali. No cardápio infantil, a C$ 10, pizza de queijo bem servida, suco e um sorvetão de baunilha. 317 Dundas Street West, metrô St. Patrick; Horários: às terças e quintas-feiras, das 10:30h às 17h; quartas e sextas-feiras, das 10:30h às 21h, sábados e domingos, das 10:30h às 17:30h; Ingressos: C$ 25 para maiores de 25 anos; gratuito para visitantes até esta idade; C$ 35 passe anual, que dá direito a visitas ilimitadas, por um ano, a partir da data da compra. Entrada gratuita para todas as idades às quartas-feiras, a partir das 18 horas.

HARBOURFRONT

Toronto Islands – Caminhando pelo calçadão do Harboufront, durante o almoço no restaurante da cervejaria Amsterdan Brewhouse, de frente para o lago, com mesinhas para fora e cardápio infantil, ou curtindo um solzinho na charmosa Sugar Beach, elas estão sempre à vista: as Ilhas de Toronto. Encare um passeio curto de balsa e passe o restante do dia por lá.

Toronto Islands

Além da beleza de suas praias e vegetação, e a famosa vista do skyline da cidade, oferece uma variedade de atividades, como: piscina de chafariz, aluguel de caiaques, pedalinhos, labirinto verde e um parque de diversões de verdade, na ilha central, o Centreville Amusement Park (sazonal). Atenção: uma de suas praias, a Hanlan’s Point Beach, é praia de nudismo.

OLD TOWN

St. Lawrence Market – Ícone da cidade e um dos mais famosos e antigos mercadões do mundo, em operação há mais de 200 anos. Almoce por lá mesmo e leve a criançada para gastar energia na praça Berczy Park, com a fonte de água de cachorros aos invés dos tradicionais querubins, além do mural de parede inteira, que brinca com ilusão de ótica do prédio Flatiron. Um dos cartões-postais da cidade, foi construído em 1892, tem esse nome por seu formato triangular, lembrando um ferro de passar roupa.

St. Lawrence Market

Ainda na pegada de formas e ilusão de ótica, não deixe de visitar o divertido Museum of Illusions, a passos dali. Inaugurado em 2018, tem no acervo uma série de instalações interativas intrigantes e peças que brincam com percepção e lógica, entretendo, ensinando e rendendo boas gargalhadas, ainda mais se estiver em turma. A criançada vai adorar tentar manter-se em pé na sala Anti-Gravity Room, dar uma espiada no caleidoscópio gigante e passar pelo Vortex Tunnel, uma espécie de ponte dentro de um túnel iluminado, que o staff do museu jura que não se mexe, mas há controvérsias!

Termine o dia no Distillery Historic District, a 3 minutos de carro ou 15 minutos de caminhada.

VAUGHAN, SUBÚRBIO AO NORTE DE TORONTO

Canada’s Wonderland – Um pouco mais afastado do centro, a 40 minutos de carro, da estação Union, mas tem que conhecer. E reserve um dia inteiro para ficar por lá, porque você vai precisar, periga até ter de voltar outro dia. Este é o maior parque de diversões do Canadá, ocupando mais de 130 hectares de área, com mais de 200 atrações, sendo 18 montanhas-russas, incluindo a mais nova delas, inaugurada este ano: a Yukon Striker, mais longa, alta e veloz montanha-russa do mundo. Dois em um, o Canada’s Wonderland também é parque aquático, com uma área especial para as crianças pequenas, o que também acontece na área de brinquedos do parque, com um espaço designado somente para elas, o KidZVille. O parque é sazonal, com horários diferenciados para a área dos brinquedos e o parque aquático. Ingressos a partir de C$ 44; entrada gratuita para crianças de até 2 anos de idade; 1 Canada’s Wonderland Drive.

Canada’s Wonderland

A 10 minutos do parque, fica o shopping outlet Vaughan Mills, onde funciona o parque indoor Legoland.

YORKVILLE

ROM (Royal Ontario Museum) – O maior museu de história natural e cultural do Canadá é diversão garantida para toda a família, começando do lado de fora, com sua fachada controversa, lembrando uma enorme kriptonita, e por onde se vê os esqueletos de alguns de seus dinossauros. No segundo andar, depois de passar pela galeria dos dinos e dos animais mamíferos, fica a sala interativa do museu, com atividades para crianças soltarem a imaginação: de tanques de escavação a fantasias de reis e rainhas egípcias e guerreiros medievais, além de uma tendinha, para descansar e sonhar.

Foto: ROM Divulgação

É neste bairro, também, que fica a gigantesca biblioteca Reference Library, maior biblioteca pública do país, com cinco andares e mais de 38 mil metros quadrados. Um marco da cidade, situada no movimentado cruzamento das ruas Yonge e Bloor, onde fica a estação de metrô Yonge-Bloor. Em funcionamento desde 1977, passou por uma mega reforma de mais de cinco anos, recentemente. Com uma loja de suvenires colorida e divertidíssima, especializada no mundo em quadrinhos.

E por falar em quadrinhos…surpreenda seu filho com um jantar no Figures, restaurante temático do mundo de quadrinhos, com lustre de neon do jogo do PacMan e recepção psicodélica, forrada do chão ao teto por páginas de gibis, colados à mão, um a um, pelo artista que assina a obra, Anthony Ricciardi, numa triste irônia, daltônico.

Termine o dia passeando nas floridas e bem cuidadas calçadas do bairro, por si só um programão. Melhor ainda no verão, para tomar sorvete na tradicional sorveteria Summer’s ou um gelato do café italiano Coco Espresso Bar.

OUTRAS OPÇÕES, POR ATRAÇÃO:

Parques – Se tem uma coisa que não falta em Toronto é espaço ao ar livre para as crianças brincarem, gastando nada e divertindo-se muito. São mais de 1500 deles, com parquinhos, piscinas de chafariz (no verão, de maio a setembro), pistas de patinação (no inverno, de novembro a março), e infraestrutura incríveis, em qualquer estação do ano. Boas opções: Trinity Bellwoods Park, na vizinhança da Queen Street West, tendo como vizinha a doceria Nadège, com os melhores macarons da cidade (peça o sabor cotton candy, rosa e com gostinho de chiclete) e Corktown Common, na parte leste da cidade, a menos de dez minutos da estação Union, de carro. Inaugurado em 2013, foi projetado para uma integração harmoniosa com a natureza, com escorregadores embutidos em meio aos morrinhos do espaço, cores neutras e uma das maiores piscinas de chafariz da cidade, pontilhada com as rochas do local que, agora, fazem as vezes de banquinhos.

Dica: Durante os meses quentes do ano, de maio a setembro, quase todo parque público tem uma piscina de chafariz em funcionamento. Sempre que sair, leve roupa de banho e uma troca extra, para você e para eles.

PATH – Vamos brincar de explorar uma imensa cidade subterrânea? Não chega a ser atração turística, mas os mais grandinhos vão ficar impressionados ao saber que este “shopping”, acessível por diversos pontos da cidade é, na verdade, uma cidade subterrânea em si, com 30 quilômetros de extensão e conexões para ruas, hotéis, restaurantes, bancos, estações de metrô, atrações turísticas e até uma estação de TV. Consta até no livro dos recordes Guinness, como o maior complexo de compras sob o solo do mundo, com mais de 1.200 lojas. Ao ver o nome “PATH” em alguma entrada acima de uma porta ou caminho, já sabe o que significa (olha aqui outra brincadeira: quem descobrir o maior número de acessos ao PATH  ganha um suvenir de Toronto!)

Toronto Zoo – O maior zoológico de Toronto conta com mais de três quilômetros de extensão e abriga cerca de cinco mil espécies, vindas de todos os continentes do mundo. Com piscina de chafariz para os dias de calor (final de junho a início de setembro). 2000 Meadowvale Rd; Com horários e preços diferenciados para o verão e inverno.

SHOPPINGS

O shopping mais turístico de Toronto é o CF Eaton Centre, numa das esquinas do quarteirão Yonge-Dundas Square (metrôs Queen e Dundas), com todas as lojas das marcas mais conhecidas: de Gucci a H&M, a Zara e Sephora, também três lojas de departamentos: a icônica Hudson Bay, de origem canadense, e as americanas, Saks e Nordstrom. Não deixe de conhecer a livraria Indigo, com uma seção inteira dedicada livros infantis e brinquedos. Chegue cinco minutos antes de o shopping abrir para participar da “cerimônia de abertura” da loja da Disney, com direito a souvenir para quem ajudar a encontrar a chave!

Já o shopping com melhor infraestrutura para receber pais com crianças pequenas é o Yorkdale Mall, mais afastado do centro, mas conectado à estação de metrô de mesmo nome. Com a mesma boa seleção de lojas do shopping acima, mas com uma variedade maior de restaurantes badalados e kid-friendly, como: Cheesecake Factory, Jamie’s Italian e a doceria francesa Ladurée, famosa por seus macarons.  

CADA ESTAÇÃO, UMA DIVERSÃO

Na primavera, testemunhe o magnífico florescer das cerejeiras no parque High Park (com a maior quantidade delas) ou no Trinity Bellwoods Park, mais próximo do centro.

No verão, a cidade se transforma, com mesinhas do lado de fora, gente nas ruas, festivais ao ar livre, sorveterias e restaurantes com fila na porta. Aproveite para pegar uma praia e sentir-se em casa, porque, às vezes, o calor é tanto que a impressão é de que estamos mesmo no Brasil!

No outono, o ritmo da cidade começa a diminuir de velocidade. É hora de volta às aulas e contemplação da natureza, com o show das cores únicas da estação. Aproveite que ainda não está tão frio, saía pelos parques e faça como as crianças daqui: se jogue na maior pilha de folhas de maple que encontrar!

Assim como o outono, o inverno é a estação cartão-postal de Toronto, internacionalmente. Hora de se agasalhar e aproveitar o melhor do período: conheça os mercados natalinos, brinque na neve, patine no gelo, sem dúvida na pista do espaço Nathan Phillips Square, na frente da prefeitura da cidade. Fique até a noitinha (que chega cedo, por volta das 5 da tarde) só para admirar as vitrines de Natal das lojas Hudson Bay e Saks Fifth Avenue, bem pertinho dali. E entre uma aventura e outra, muito chocolate quente, é claro!

Bom passeio!