Programões para dias de neve ou chuva em Toronto

Cansou de brincar na neve ou não sabe o que fazer num dia de chuva em Toronto? De cidade subterrânea, concertos de ópera gratuitos a elegantes serviços de high tea, a cidade oferece uma infinidade de atrações para dias assim. 

Tanto que nos pegamos torcendo para que o frio aumente e a neve ou a chuva não parem de cair!

CN Tower – Dizem que a melhor hora de subir na torre cartão-postal da cidade é perto do pôr do sol (pelo cenário, não pelo movimento, que é intenso, nesta hora do dia). Mas ver a cidade de lá de cima, a 447 metros do solo, é um espetáculo em qualquer hora do dia ou condição climática, especialmente no inverno, com a neve cobrindo-a como um extenso manto branco, parecendo confeito. Com tempo, visite o Ripley’s Aquarium, anexo à torre. 301 Front Street; partindo da Union Station, caminhe sentido leste para a Front Street.

High tea – Reserve umas horinhas para experimentar um autêntico high tea ou chá da tarde. Boas sugestões: o mais tradicional da cidade, no hotel Windsor Arms (18 St Thomas Street), em Yorkville, e o do elegante hotel Shangri-la (188 University Ave), na movimentada University Avenue.

Museus – Não precisaria nem dizer, mas quer melhor do que uma tarde chuvosa ou de neve para curtir um bom museu ou galeria de arte? Toronto tem dezenas deles, sendo os mais famosos o ROM (Royal Ontario Museum,100 Queens Park), no elegante bairro Yorkville, e a AGO (Art Gallery of Ontario, 317 Dundas Street West), na colorida Chinatown, e com entrada gratuita todas as quartas-feiras a partir das 18 horas.

O ROM tem como vizinhos dois outros ótimos museus: o Gardiner Bistro (111 Queens Park), de arte cerâmica, com mais de 4 mil peças no acervo (meia entrada às sextas-feiras, das 16h às 21h, e sempre gratuito para crianças e jovens de até 18 anos de idade), e o Bata Shoe Museum (327 Bloor Street West), que conta a história da humanidade através de 13 mil sapatos (sempre gratuito para crianças de até 4 anos de idade e Pay What You Can – “Pague o Quanto Puder” – às quintas-feiras, das 17h às 20h. Sugestão de doação: C$ 5).

Destaque para os dois novos museus da cidade: o Museu of Illusions (132 Front Street East), vizinho do tradicional mercado St. Lawrence Market, e o MOCA (Museum of Contemporary Art) (158 Sterling Road), mais afastado do centro, na eclética vizinhança conhecida como The Junction. O melhor? Todos eles têm lojinhas excelentes de suvenires.

Reference LibraryPerca-se no mundo de livros e charme arquitetônico da maior biblioteca pública do Canadá, com cinco andares e mais de 38 mil metros quadrados. Um marco da cidade, situada no bairro Yorkville, no movimentado cruzamento das ruas Yonge e Bloor, onde fica a estação de metrô Bloor-Yonge. Em funcionamento desde 1977, passou por uma mega reforma de mais de cinco anos, recentemente. Com uma loja de suvenires colorida e divertidíssima, especializada no mundo em quadrinhos. 789 Yonge Street.

Com inglês afiado (ou para deixá-lo afiado):

Cineminha com pipoca – Quer programa mais gostoso do que esse, no frio? Não há escassez de salas de cinema na Hollywood do Norte, como Toronto é conhecida por servir de cenário para diversas produções americanas. Para pais com filhos de colo, a Cineplex, maior rede de salas do país, oferece o programa Stars and Strollers, matinês com projeção à meia-luz, som mais baixo, trocadores e aquecedores de mamadeiras à disposição.

Stand-up Comedy – Para sacudir o mau humor que pega a todos num dia de chuva brava ou neve intensa, aposte numa stand-up comedy, como as das companhias Yuk Yuk’s  (224 Richmond Street West)Absolute Comedy (2335 Yonge Street) e a famosa Second City (51 Mercer Street), que lançou nomes, como: Dan Aykroyd (Ghostbusters), John Candy (Antes Só do que Mal Acompanhado) e Eugene Levy (American Pie).

Teatro – já pensou em ver uma peça de teatro, daquelas da Broadway, mas por aqui mesmo? O que não falta em Toronto são casas de espetáculos e peças boas em cartaz.

Ópera, de graça – Entre o início de setembro a meados de junho, o espaço Four Seasons Centre for the Performing Arts realiza uma série de concertos de vários gêneros musicais com artistas emergentes e veteranos. A casa de espetáculos é lindíssima e por si só já vale a visita. Construída em 2006 especialmente para concertos de ópera e espetáculos de balé, é conhecida por sua acústica de nível elevado. Os concertos gratuitos ocorrem às terças e quintas-feiras, ao meio-dia, e em algumas quartas-feiras, ao meio-dia e às 17h30, com entrada por ordem de chegada.145 Queen Street West.

PATHA palavra, que significa “caminho” em inglês, dá nome a uma verdadeira cidade subterrânea de 30 quilômetros de extensão que existe em Toronto, com conexões para ruas, hotéis, restaurantes, bancos, estações de metrô, atrações turísticas e até uma estação de TV. De acordo com o livro dos recordes Guinness, o PATH é o maior complexo de compras sob o solo do mundo, com mais de 1.200 lojas.

The Rec Room – Literalmente, dá para passar o dia brincando neste lugar, com dezenas de videogames, realidade virtual e jogos de mesa, de ontem e de hoje, assim como pingue-pongue e bilhar. Funciona nas instalações do que já foi uma antiga estação ferroviária, de 1929. Do outro lado da rua à CN Tower. 255 Bremner Blvd.

Vá no mercado…

Tem coisa mais gostosa do que perder a noção do tempo dentro de um mercadão, com todos aqueles cheiros, cores, sabores, comidas exóticas (ou não) para experimentar? O de Toronto, o St. Lawrence Market (93 Front Street East), está em funcionamento há mais de 200 anos e é um dos mais conhecidos e tradicionais do mundo. O prédio que ocupa foi um dos primeiros da cidade, tendo servido como prefeitura e até uma espécie de cadeia. Hoje, tudo ali é alegria, com mais de 100 mercadores, praça de alimentação e uma badalada feira de antiguidades aos domingos.

 …ou no shopping! – Não que você queria, a gente sabe, mas já que o tempo não ajuda, aproveita que estes dois shoppings têm estações de metrô dentro e dê cabo da lista de lembrancinhas: Eaton Centre (220 Yonge Street), no famoso quarteirão Yonge-Dundas Square, e o Yorkdale (3401 Dufferin Street), mais afastado do centro (com o famoso restaurante da rede americana The Cheesecake Factory. Não precisa nem por o pé pra fora.

Bom Passeio!  

Siga-nos no Facebook e no Twitter para dicas de lugares e atrações imperdíveis em Toronto!