15 motivos para visitar Toronto na primavera!

Pode não parecer, mas estamos na primavera! Daqui pra frente, os casacos vão ficando mais leves, o humor vai melhorando e o calendário de eventos ao ar livre, bombando! Hora de bater perna nas centenas de parques da cidade, testemunhar o espetacular desabrochar das cerejeiras, passar o dia numa ilha e se acabar nos festivais!

Aqui, algumas opções para começar:

27 a 31 de março

One of a Kind Show – Pode não ser outdoor, mas é o evento perfeito para você que gosta de tudo que é exclusivo, feito à mão e por artistas locais. Com duas edições (uma agora, na primavera, e outra no outono) a feira One of a Kind é o maior aglomerado de artesãos por metro quadrado da cidade. De 27 a 31 de março; Qua, sex e sáb, das 10h às 21h, qui, das 10h às 23h, dom, das 10h às 18h; Ingressos a partir de C$ 8,50; crianças de até 12 anos não pagam; Enercare Centre (Exhibition Place), 100 Princes’ Blvd.

Abril e maio

Cherry Blossom – Fala-se muito sobre o festival das cerejeiras em Washington D.C., mas Toronto também tem suas árvores Sakura para chamar de suas. Em 1959, o então embaixador japonês no Canadá, Toru-Hagiwara, presenteou a cidade com 2.000 mudas da espécie em nome dos cidadãos de Tóquio pela suporte que os torontonianos ofereceram aos refugiados japoneses depois da II Guerra Mundial. A maioria das mudas foi plantada no High Park e seu redor, como a lagoa Grenadier, um dos locais preferidos para apreciação do espetáculo das cerejeiras. Segundo o site do parque, a melhor época para o Cherry Blossom é entre final de abril e início de maio mas tudo pode acontecer, com tanta variação de temperaturas. Metrôs High Park ou Keele, bonde 506 College (parada High Park).

Maio e junho

Yukon Striker – A partir 3 de maio, quem estiver em Toronto vai poder andar na montanha-russa mais alta, mais rápida e mais longa do mundo! A Yukon Striker, do parque Canada’s Wonderland, promete quebrar todos os recordes mundiais em sua categoria, e muito mais! Seus vagões, sem chão e alinhados em três fileiras, estilo auditório, vão do zero a 130 km/h em meros segundos. Percorrer os 1,105 metros de trilhos da montanha-russa mais longa do mundo, com seus loops, caídas estonteantes, túnel e quatro inversões, levará pouco mais de três minutos. Muito tempo? A inauguração da Yukon Striker vai coincidir com a abertura do parque para a temporada 2019, mas quem quiser experimentá-la antes é só comprar o passe anual, que dá direito a uma noite de pré-estreia, marcada para o dia 26 de abril. Ingressos para o parque a partir de C$ 35, passe anual a partir de C$ 75, entrada gratuita para crianças de até 2 anos de idade. 1 Canada’s Wonderland Drive.

Festivais ao ar livre – Enquanto o clima não é impedimento para festivais ao ar livre, em Toronto, é na primavera e no verão que eles se multiplicam, ocupando as calçadas e fechando as ruas, como: Spring into Parkdale Sidewalk (13 de maio, das 11h às 18h e mercado noturno, das 16h às 21h. Entre a Queen Street West e Roncesvalles Avenue até Dufferin Street), ArtFest Art and Craft Show (18 de maio, das 11h às 18h, no Distillery Historic District), Dundas West Fest (7 e 8 de junho, ao longo da rua Dundas Street West até a rua Ossington Street) e Luminato, um dos maiores festivais de arte ao ar livre da América do Norte (de 7 a 23 de junho, por toda a cidade).

“Bebemore” a estação com os festivais de cerveja, vinhos e afins que ocorrem durante os meses quentes do ano, como: Wine and Spirit Festival (14 e 15 de junho, Sugar Beach, ingressos  a partir de C$ 18, até 31 de março) e Toronto Craft Beer Festival (de 21 a 23 de junho, Ontario Place, ingressos a partir de C$ 27,50).

Toronto de portas abertas – O evento Doors Open é isso mesmo, quando dezenas de prédios históricos e de interesse arquitetônico de Toronto estão abertos à visitação. Para todas as idades, gratuito (27 e 28 de maio).

Durante toda a estação

Casa Loma – Os majestosos jardins do único castelo urbano da América do Norte ficam ainda mais encantadores nesta época do ano. Suba até o topo da torre para uma vista privilegiada de Toronto com as cores da estação. Diariamente, das 9:30h às 17h; Ingressos a partir de C$ 22, gratuito para crianças de até 3 anos de idade; 1 Austin Terrace.

Curta uma praia, debaixo do guarda-sol – Não estranhe quando um local o convidar para ir à praia: o lago Ontário é a praia dos torontonianos, com direito a nomes para cada trecho. A pequena Sugar Beach, à leste do Harbourfront, é uma das mais fotogênicas, com seus guarda-sóis cor-de-rosa, cadeiras Muskoka brancas e vista sem paralelo de Toronto Islands e o vai e vem típico dos barcos e veleiros, nesta época do ano. De transporte público: pegue o ônibus 6, saindo da estação Union. A pé, dá uns 10 minutos de caminhada, partindo da esquina da Bay Street com Queens Quay, sentido leste.

Por falar em Toronto Islands, aproveite para conhecê-las antes do caos do verão! Perfeita para um piquenique, longas caminhadas e uma cerveja gelada no bar com vista perfeita do skyline de Toronto.

Veja Toronto do alto:

Voo panorâmico de helicóptero – Quer melhor jeito de ver Toronto toda florida, do que de lá de cima? A empresa Helitours opera do aeroporto internacional Billy Bishop, que funciona em Toronto Islands, as Ilhas de Toronto. O mais legal é o acesso ao aeroporto: por meio de um túnel subaquático, a 30 metros de profundidade. Aberto em 2015, tem 260 metros de extensão, levando-se apenas seis minutos para completar seu trajeto. Sem contar a selfie que você vai poder fazer, tendo a CN Tower ao fundo! Preços a partir de C$ 123.

Bares e restaurantes rooftop – Quer ver Toronto do alto mas com os pezinhos bem firmes no chão? Aposte nos bares e restaurantes rooftop da cidade. Opções é que não faltam, com adição de novos nomes a cada temporada, como:  o ultra chique Köst, localizado no 44º andar do hotel Bisha, no coração do Entertainment District.

Feliz Primavera!

Siga-nos no Facebook e no Twitter para dicas de lugares e atrações imperdíveis em Toronto!