Visite Toronto foi para o AutoShow e conta tudo para você

IMG_2867

O Canadian International Auto Show 2017 só abre as portas para o público amanhã, dia 17, mas nós, do Visite Toronto, fomos convidados a dar uma espiadinha, de antemão. Aqui, como se planejar para o evento e o que não pode faltar na lista do que ver.

O AutoShow está sendo realizado no Toronto Metro Convention Centre, extremamente bem localizado, ao lado da torre CN e do Ripley’s Aquarium. Para quem vier de metrô, a Union Station tem conexão subterrânea com o pavilhão, chamada de PATH. O centro de convenções tem duas entradas: norte e sul, ambas com estacionamento coberto, com acesso direto ao pavilhão. Portanto, não precisa ir de bota de inverno e pode deixar o casaco no carro.

Mas, estando com criança pequena, um carrinho de bebê é imprescindível. O salão é enorme, com mais de 60 mil metros quadrados e vários andares. Anda-se muuuuuuuito. Traga comidinhas (para você e para ele), água e celular carregado, porque tem coisa para tirar foto!

Os dois pavilhões são conectados por uma ponte. Agrupe por pavilhão o que pretende visitar, evitando andança desnecessária.

Recreação para a criançada

No piso 600, do lado sul do pavilhão, há o Volkswagen Playcare Center, espaço para deixar os filhos, de três a oito anos, enquanto os pais visitam a feira, tempo máximo de três horas, sem custo. No espaço, brinquedos como casinhas de bonecas, mini cozinhas, kits de pintura e jogos.

Muito o que comemorar

Esta 44ª edição do salão do automóvel no Canadá está lotada de marcos a serem celebrados, como o aniversário de 150 anos do Canadá, 50 anos de corridas de Fórmula 1 no país, o 20º aniversário da vitória de um mundial pelo canadense Jacques Villeneuve, entre outros.

Exposições especiais foram curadas para tanta comemoração, perfazendo uma das mais exóticas coleções já expostas no país, num total estimado de mais de $100 milhões de dólares, sem incluir, nesta conta, os carros “normais”, tradicionais de cada montadora. Nesta categoria, 41 modelos estarão introduzidos no mercado durante a feira, sendo 26 destes, elétricos.

Das exposições especiais, destacamos (ordenadas por pavilhão):

Pavilhão Sul

Piso 700

Celebrating Canadian Car History. Uma pequena amostra dos carros mais antigos já fabricados no Canadá, imperdível. Organizada pelo Canadian Automotive Museum, traz o primeiro veículo fabricado no país, o Seth Taylor Steam Buggy, movido a vapor. Datado de 1867, o mesmo ano em que o Canadá se tornava um país.

IMG_2928

Seth Taylor Steam Buggy, o primeiro carro a ser feito no Canadá, em 1867

IMG_2933

Tanque de vapor do Seth Taylor

Outra preciosidade da amostra é o 1965 Aston Martin DB5 Superleggera, considerado um dos carros mais famosos do mundo por ter sido o modelo usado por James Bond no filme Goldfinger, de 1964.

IMG_2916

IMG_2915

No mesmo piso, a exposição Castrol Alley traz alguns dos mais raros modelos dos chamados muscle cars, de alta performance, restaurados pela empresa Legendary Motorcar Company, da cidade de Halton Hills, em Ontário.

IMG_2943

Piso 800

Adeus nostalgia. Entram em cena os carros elétricos, na ala batizada de Electric Avenue, com modelos da BMW, Chevrolet, Hyundai, Kia e a atração principal, o carro-conceito Oasis, da empresa suiça Rinspeed. Com design futurístico, totalmente elétrico e pensado para o uso urbano, estará fazendo sua estréia no mercado canadense durante o AutoShow.

Screen Shot 2017-02-16 at 3.35.04 PM

Oasis, da empresa Rinspeed

Para dar uma carregada nas suas baterias, experimente as vitaminas, café e saladas orgânicas do espaço Earth Café & Lounge.

Pavilhão Norte

Piso 100

Auto Exotica – prepare para ficar de queixo caído com tanto carro de luxo junto. Pense em modelos, como: Bugatti, Lamborghini, Rolls Royce, uma fileira de Ferraris (sendo seis delas vintage e raridades) e o exclusivíssimo italiano Pagani, que impressiona nos detalhes e no preço, algo em torno de $2,5 milhões de dólares.

IMG_3048

Bugatti Chiron, com preço base de $3,4 milhões de dólares

IMG_3058

O exclusivíssimo Pagani Huayra,  a $2,5 milhões e fabricado por encomenda

50 Years of Grand Prix in Canada – sendo brasileira, da época em que Ayrton Senna fez o Brasil gostar de Fórmula 1 tanto quanto futebol, eu não poderia deixar de destacar a exposição 50 anos de Grande Prêmo no Canadá. Talvez a menor exposição do salão mas, para mim, a que mais impactou.

Na exibição, a Ferrari 1978, de Gilles Villeneuve e a Williams 1997 de seu filho, Jacques Villeneuve, que esteve presente no evento. Foi com este carro que ele ganhou o GP de Jerez, na Espanha, em 1997, tornando-se o único piloto canadense a ganhar o título mundial.

Screen Shot 2017-02-16 at 3.38.06 PM

O piloto canadense Jacques Villeneuve com a mãe, Joann, durante a prévia para imprensa do AutoShow Canada

O carro ainda tem a marca de pneu de Schumacher, quando o alemão tentava jogar Villeneuve para fora da pista, já na reta final.”Ele não estava esperando. Eu podia ver a cara dele, seu suor. Ele não era de suar, exceto neste dia”, relembrou Villeneuve. “E a coisa acabou virando um conto de fadas.”

No fundo da sala, encontra-se a Lotus amarela 99T/5, de 1987, de Ayrton Senna. Com este carro, Senna conquistaria a primeira de suas seis vitórias no GP de Mônaco, conquistando, na temporada, 57 pontos, uma pole e oito pódios, duas vitórias, quatro segundos e dois terceiros lugares. Uma amostra de sua genialidade.

 

IMG_3007 (1)

Lotus 99T/5, de Senna

Durante os dez dias do AutoShow, será sorteado um par de ingressos por dia para o próximo GP do Canadá.

Canadian International AutoShow 2017

De 17 a 26 de fevereiro – no Metro Toronto Convention Centre, com duas entradas:

Sul: 222 Bremner Blvd., Toronto, ON M5V 3L9

Norte: 255 Front St. West, Toronto, ON M5V 2W6

Horários:

17/02 – 12h/22h

18 a 25/02 – 10h30/22h

26/02 26- 10h30/18h

Ingressos:

$23 (Adultos 17-59 anos); $16 (Jovens 13-16 anos); Crianças $7 (7-12 anos)/Crianças de até seis anos não pagam/Idosos $15 (acima de 60 anos, exceto em finais de semana e dia 20/02, feriado de Family Day)