Dance até o sol raiar nas baladas de Toronto!

Uma das coisas que os brasileiros mais estranham quando vêm para Toronto é a horário das baladas que, por aqui, começam e terminam cedo. Há uma lei na cidade que proibe a venda de bebidas alcoólicas a partir das 2 horas da manhã.

Por isso, quando estiver num bar ou nightclub e começar a ouvir o termo Last Call (Última Chamada), significa que é sua última oportunidade da noite pra tomar mais uma. Também, que a festa está acabando. Mas há esperança, não se desespere. Selecionamos alguns estabelecimentos que conseguem dar uma esticada na festa! Anota aí e aproveite até o último segundo!

Fly 2.0 – Enquanto é classificada como uma casa noturna para o público gay, a Fly 2.0 abre suas portas para todos, sem distinção e com muita animação. A ótima seleção de músicas, jogo de luzes alucinante e os go-go dancers, fazem a gente se sentir dentro de um episódio de Sex in the City! De sexta-feira à sábado, das 21h às 4h; 8 Gloucester Street.

Coda – Para notívagos amantes de música EDM, este é o seu endereço. Bem apropriada, lembrando uma caverna (mas equipada com sistemas de som de última geração), Coda foi projetada pensando naqueles que querem apenas se perder na batida do som. Compre os ingressos online, antecipadamente, pois ele se esgotam rapidamente. De sexta-feira à sábado, das 22h às 5h; 794 Bathurst Street.

Rebel – Bombástica é a palavra que define esta casa noturna, que funciona no Polson Pier, às margens do lago Ontário, nos proporcionando, de quebra, uma das vistas mais incríveis do skyline de Toronto. Dá para se perder do lado de dentro, dividido em quatro ambientes, cada um com sua vibe. Mesclando performance e música, recebe artistas renomados no palco de mais de 20 metros de comprimento, embalados ao som de DJs top e sob um eletrizante show de luzes, da mega instalação pendurada no teto e das paredes de vídeo LED. Na pista, a audiência não deixa por menos. Mas tudo isso tem seu preço: melhor embriagar-se com a atmosfera, porque o preço das bebidas é de amargar. Somente aos sábados, das 22h às 4h; 11 Polson Street.

Wildflower – Dançar ou posar? Casa noturna com cara de galeria de arte ou galeria de arte com ares de pista de dança? Nesta nightclub que fica dentro do eclético Thompson Hotel, atração por si só, a noite começa mansinha mas vai fervendo à medida que as horas passam. De decoração temática, com uma cascata de flores decorando o espaço dos DJs, tubos fluorescentes pendurados no teto e obras de arte nas paredes, incluindo uma grafitagem de um enigmático gato. Ou será que foi a mistura de tequila com Red Bull amarelo, o drinque da casa? De quinta-feira à domingo, das 22:30 às 3h; 550 Wellington Street.

Siga-nos no Facebook e no Twitter para dicas de lugares e atrações imperdíveis em Toronto!