Foto: SeeTorontoNow Instagram

Não tem nada pior do que chuva ou tempo feio para azedar um itinerário de férias, certo? Errado. Pelo menos em Toronto. Faça chuva, neve, garoa chata, o que vier, a cidade tem uma infinidade de atrações para compensar qualquer tipo de intempérie climática. Às vezes, é melhor mesmo que o tempo esteja feio do lado de fora: assim não bate a culpa de passar o dia todo do lado de dentro, ou de baixo, no caso do PATH, a cidade subterrânea que pulsa bem debaixo dos seus pés e que atravessa o core de Toronto.

Aqui uma lista do que fazer nos rainy ou snowy days na cidade:

Em nome da arte

Se seu inglês é afiado (ou para deixá-lo afiado): já pensou em ver uma peça de teatro, daquelas da Broadway, mas por aqui mesmo? O que não falta em Toronto são casas de espetáculos e peças boas em cartaz.

Como não poderia deixar de ser, na Hollywood do Norte, como Toronto é conhecida por servir de cenário para diversas produções americanas, não há escassez de salas de cinema. A Cineplex, além de ser a maior rede do país, também oferece o programa Stars and Strollers, matinês para mamães com filhos de colo, com projeção à meia-luz, som mais baixo, trocadores e aquecedores de mamadeiras à disposição.

Para sacudir o mau humor que pega a todos num dia de chuva brava ou neve intensa, aposte numa stand-up comedy, como as das companhias Yuk Yuk’s, Absolute Comedy e a famosa Second City, que lançou nomes, como: Dan Aykroyd (Ghostbusters), John Candy (Antes Só do que Mal Acompanhado) e Eugene Levy (American Pie).

Não precisaria nem dizer, mas quer melhor do que uma tarde chuvosa ou de neve para curtir um bom museu ou galeria de arte? Toronto tem centenas deles, sendo os mais famosos o ROM (Royal Ontario Museum) e a AGO (Art Gallery of Ontario), esta com entrada gratuita todas as quartas-feiras a partir das 18 horas. O ROM tem como vizinhos dois outros ótimos museus, que merecem uma visita: o Gardiner Bistro, de arte cerâmica, com mais de 3 mil peças no acervo, e o Bata Shoe Museum, que conta a história da humanidade através de 10 mil sapatos. O melhor? Todos eles têm lojinhas ótimas de souvenires.

Choveu, nevou? Corre ver uma ópera, de graça. Entre o início de setembro a meados de junho, o espaço Four Seasons Centre for the Performing Arts realiza uma série de concertos de vários gêneros musicais com artistas emergentes e veteranos. A casa de espetáculos é lindíssima e por si só já vale a visita. Construída em 2006 especialmente para concertos de ópera e espetáculos de balé, é conhecida por sua acústica de nível elevado. Os concertos gratuitos ocorrem às terças e quintas-feiras, ao meio-dia, e em algumas quartas-feiras, ao meio-dia e às 17h30, com entrada por ordem de chegada.

Mexa-se!

Vôlei de praia com 35  graus negativos de temperatura? Por que não? Em Toronto, dá para jogar um dos esportes mais queridos dos brasileiros durante todo o ano: no verão, do lado de fora, e nos meses mais frios, do lado de dentro. O espaço Beach Blast tem sete quadras indoor de vôlei de praia, com areia de verdade, mesinhas de piquenique e bar servindo aquela loira gelada.

Monday night 7pm semi's begin

A post shared by Beach Blast (@beachblastto) on

Esqueça o tempo feio lá de fora e solte o artista do Cirque du Soleil que existe dentro de você num dos trampolins do SkyZone Toronto, o primeiro espaço indoor do gênero no mundo. Seja nas camas elásticas ou no Foam Zone, uma espécie de piscina de bolinhas gigante, mas forrada de cubos de espuma, a diversão é tanta que você vai rezar para que a chuva (ou a neve) não pare nunca mais de cair .

Pegue o bonde andando e sente na janelinha

Uma maneira deliciosa (e baratinha) de conhecer vários pontos da cidade, literalmente de uma ponta a outra, é simplesmente pegar o streetcar (bonde) no começo da rota e ir até o final dela, apreciando a paisagem. Dá para ir e voltar com o mesmo bilhete ou, preferindo fazer algumas paradas durante o trajeto, compre o TTC Day Pass e passeie o quanto quiser!

Algumas opções de rotas: Streetcar Queen (501), que vai do extremo leste de Toronto, conhecido como Beaches (Praias), passando pela vizinhança Riverside/Leslieville (cenário para a série Degrassi), o centro da cidade, a Queen Street West (a porção eclética da Queen Street) até chegar no bairro de Roncesvalles, no lado oeste.

Mais curtinha mas não menos interessante é a rota Harbourfront (509), que desliza beirando o lago Ontário, ao longo da Queens Quays West, passando pela praia urbana, a HtO Beach, o jardim Music Garden, seguindo até o complexo Exhibition Place, formado pelo belíssimo conjunto de prédios em estilo arquitetônico Beaux-Arts. Pegue-o na estação Union Station e aproveite a vista!

Toronto subterrânea

Você já ouviu falar do PATH? Pois ele será seu melhor amigo naqueles dias em que parece impossível colocar o nariz para fora do hotel. A palavra, que significa “caminho” em inglês, dá nome a uma verdadeira cidade subterrânea de 30 quilômetros de extensão que existe em Toronto, com conexões para ruas, hotéis, restaurantes, bancos, estações de metrô, atrações turísticas e até uma estação de TV. De acordo com o livro dos recordes Guinness, o PATH é o maior complexo de compras sob o solo do mundo, com mais de 1.200 lojas.

A partir de agora, sempre que ver a palavra PATH acima de uma porta ou caminho, já sabe o que significa: um jeito seguro de percorrer a cidade, livre dos caprichos do clima canadense.

Vá no mercado

Tem coisa mais gostosa do que perder a noção do tempo dentro de um mercadão, com todos aqueles cheiros, cores, sabores, comidas exóticas (ou não) para experimentar? O de Toronto, o St. Lawrence Market, está em funcionamento há mais de 200 anos e é um dos mais conhecidos e tradicionais do mundo. O prédio que ocupa foi um dos primeiros da cidade, tendo servido como prefeitura e até uma espécie de cadeia. Hoje, tudo ali é alegria, com mais de 100 mercadores, praça de alimentação e uma badalada feira de antiguidades.

Some very important preparations are underway for Evening at the Market #behindthescenes #sparklesparkle #stlawrenceeats

A post shared by St. Lawrence Market (@stlawrencemarket) on

Com tanto programa bom, agora é rezar para nevar e chover canivete!

Bom passeio!